Livros

Opinião | A Maior Flor do Mundo de José Saramago

Autor(a): José Saramago | Ilustrações: André Letria 
Editora: Porto Editora 
Onde comprar: Wook 

Andava eu à procura de livros infanto-juvenis para a nova biblioteca que quero fazer (não preciso de dizer porquê) e encontrei este livro do José Saramago que me chamou logo à atenção. Não sabia que o nosso Nobel da Literatura tinha deixado a sua marca na literatura infantil. Claro que tinha que ler! E aproveitei e li para os projetos #lersaramago e #lerosnossos, criados pela Cláudia.

Saramago neste livro começa a falar com o leitor, acabando por ser uma personagem da sua história. Começa por nos falar da sua falta de capacidade para escrever uma história para crianças, porque “devem ser escritas com palavras muito simples, (…) e um certo jeito de contar”. Mas a verdade é que ele conseguiu escrever a sua primeira história infantil e por isso temos este livro delicioso para ler.

A Maior Flor do Mundo conta-nos a história de um menino que decide um dia ir mais além dos seus locais onde normalmente brincava, e acaba por entrar numa missão de salvamento de uma pequena flor, que se transforma na maior flor do mundo, capaz de dar sombra como se fosse um carvalho. A mensagem é tão bonita, que tal como o menino, quando queremos, podemos fazer uma coisa que é muito maior do que o nosso tamanho e do que todos os tamanhos. Saramago termina a sua história com desafio para o leitor: 
“Quem sabe se um dia virei a ler outra vez esta história, escrita por ti que me lês, mas muito mais bonita?…”
É um livro que faz parte do Plano Nacional de Leitura, recomendado para o 4º ano de escolaridade, mas na minha opinião este livro é mais um livro para ser lido por adultos para as crianças do que ser lido por crianças, pois penso que elas não vão entender a verdadeira mensagem. No entanto, é um livro maravilhoso para oferecermos a uma criança e assim criar o envolvimento do adulto e da criança na altura de ler uma história. 
A minha edição tem ilustrações lindíssimas de André Letria, um ilustrador português que já ganhou diversos prémios. e no final do livro tem ainda algumas sugestões de actividades interessantes para as crianças fazerem.

Concluindo, eu adorei este livro com uma história simples, mas de uma originalidade genial. Mas claro outra coisa não esperava do Saramago. E na contra-capa do livro o autor ainda nos deixa duas questões bastante pertinentes para os adultos: 
“E se as histórias para crianças passassem a ser de leitura obrigatória para os adultos? Seriam eles capazes de aprender realmente o que há tanto tempo têm andado a ensinar?
Quando terminei a leitura, fiz umas pesquisas na internet e encontrei uma curta-metragem tão linda quando o livro, que deixo aqui para quem quiser ver. 
Pontuação: 
Já conheciam este livro do Saramago?
Boas leituras,
Previous Post Next Post

Também podes gostar de:

2 Comments

  • Reply Mariana Leal

    Edição lindíssima! Já sabia há algum tempo que Saramago tinha deixado marcas também na literatura infantil, mas ainda não me estreei nessa praia :p

    Julho 19, 2018 at 23:31
    • Reply Raquel Silva

      A edição é mesmo linda!! Tens que te estrear 🙂 Mesmo na literatura infantil Saramago não perde a sua forma tão característica de escrita.

      Setembro 12, 2018 at 9:22

    Deixa um comentário